Planejamento de reforma

Administração de condomínios: como se planejar para reforma do prédio

As reformas são um dos maiores desafios na administração de condomínios. Alguns prédios, principalmente os mais antigos, necessitam de ajustes estruturais. Normalmente, esse tipo de obra tem caráter de urgência e, por questão de segurança, não pode ser adiado.

As despesas podem ser bastante significativas e, para não desequilibrar o orçamento do condomínio, é necessário que se tenha um bom planejamento financeiro. A seguir, revelamos algumas dicas de como se planejar para reforma do prédio e economizar tempo e dinheiro.

Consulte um especialista

A melhor maneira de fazer um bom planejamento financeiro é com a ajuda de alguém que entende das minúcias do processo de reforma. Um engenheiro ou arquiteto podem descrever o passo a passo da reforma, os materiais necessários e o tempo estimado. Isso será muito importante durante a evolução das obras, como pode ser visto em nossa próxima dica.

Divida o projeto em etapas

Fracionar o processo em etapas muito bem definidas não apenas torna o processo da reforma muito mais organizado como otimiza o tempo e custo envolvido. Para cada uma, as datas de início e conclusão devem ser estabelecidas, bem como os materiais que serão utilizados e os profissionais que serão contratados.

Pesquise preços

Os custos de materiais podem ser bem altos e os preços podem variar bastante. Uma boa pesquisa com vários fornecedores deve ser feita ainda no início do projeto.

No caso da mão de obra, a pesquisa de preços é ainda mais impactante. Muitas vezes subestimada, a mão de obra tende a ser cinco vezes mais cara do que o material de construção. Fique atento, nem tudo pode ser feito pelo pedreiro. Alguns materiais como o porcelanato necessitam de profissionais especializados para sua instalação.

Crie uma comissão de reforma

Um pequeno grupo de moradores engajados na reforma pode ser muito útil durante o processo. Além de não centralizar o poder de decisão no síndico ou aumentar o número de reuniões extraordinárias, a comissão ajuda a tornar o processo mais inclusivo para o resto dos condôminos e diminuir o nível de insatisfação dos moradores.

Mantenha a reserva financeira sob vigilância

O projeto foi dividido em etapas, os custos calculados cuidadosamente e planejados de acordo com o tempo da reforma. No entanto, vários são os elementos que podem modificar esse número durante a obra.

Descobertas desagradáveis, como problemas na fiação elétrica, podem fazer um grande buraco no orçamento. Acompanhar todos os gastos em cada etapa do processo é garantir que não vai faltar dinheiro antes da obra ser finalizada.

Outro ponto importante é observar se a entrada de dinheiro continua constante. Caso as inadimplências aumentem a balança pode pender para o déficit. Uma cobrança pró ativa pode reequilibrar as contas e prevenir que isso aconteça.

Reformas são complexas, demoradas e podem causar muitos transtornos. É responsabilidade da administração de condomínios garantir que tudo ocorra de modo tranquilo e positivo para todos.

Pronto para planejar a reforma do seu condomínio? Compartilhe nos comentários quais são os seus planos de reforma e como você pretende implementá-los!

Sem Comentários