A reforma pode ser uma urgência, como em casos de desgastes da construção, ou simplesmente para ampliar espaços que já não atendem mais a demanda necessária.

Essa necessidade pode acontecer tanto em casas, apartamentos, escritórios e edifícios comerciais. Em caso de reformas de condomínios, o síndico deve primeiro tomar algumas medidas, como procurar meios de financiar a investida.

Dentre as opções existentes, ele pode contar com um financiamento para reforma. Neste post, iremos e elucidar sobre esse tipo de financiamento, as opções existentes e sobre como você pode analisá-los para escolher o melhor para o seu caso. Acompanhe!

O que é o financiamento para reforma?

Essa prática consiste na liberação de crédito para a realização de reformas no local requerido. Pelo volume necessário para a reforma de um condomínio, o cliente costuma deter um grande poder de barganha e longos prazos para quitar o financiamento, tornando a opção bastante interessante.

Outra vantagem do financiamento para reforma é a possibilidade do pagamento à vista para os fornecedores de material de construção, e, com isso, baratear o custo final, tornando a reforma mais rápida, reduzindo os inconvenientes gerados em um processo de reforma, como barulho, sujeira etc.

Como escolher o financiamento adequado?

Para escolher o financiamento adequado você deve, primeiramente, conhecer a fundo o seu caso. Quanto imagina que deverá gastar? Qual o contraponto ao financiamento você pode garantir? Nesse momento é imprescindível que você tenha consigo a opinião de um profissional da área de construção civil, como um arquiteto ou engenheiro.

É importante que o projeto anteceda o requerimento do empréstimo. Com isso, o banco saberá o quanto será necessário para a obra. Além disso, o processo ficará mais transparente para todos os envolvidos na reforma.

Após sanar essas dúvidas, você pode escolher entre financiamentos com menos parcelas — amortecendo os juros —, ou financiamentos em longo prazo, com juros mais altos. O mercado oferece as duas possibilidades a você.

Quais são as principais opções do mercado?

O mercado atual conta com uma grande variedade de opções para quem precisa de um empréstimo para reforma, seja em bancos públicos, seja em bancos privados. Iremos elencar algumas delas a seguir.

FIMAC – FGTS

O FIMAC — Financiamento de Materiais de Construção —, é uma linha de crédito pertencente ao FGTS (Fundo de Garantia do Tempo de Serviço). É exclusiva para reforma da casa própria e seu valor máximo de financiamento é de 20 mil, o que torna essa opção inviável para grandes reformas.

Construcard

A linha de financiamento da Caixa Econômica Federal, também conhecida como Construcard, auxilia na compra de materiais de construção. O requerente necessita ter uma conta na Caixa para requerer o financiamento. As vantagens dessa modalidade são o parcelamento em até 240 meses, com juros de apenas 2,5% por mês.

BB Crediário Materiais de Construção

Essa linha de financiamento é exclusiva para os detentores de cartão de crédito Ourocard do Banco do Brasil, e fornece até 50 mil reais para auxiliar na compra de materiais de construção, tornando-se, portanto, inviável para grandes reformas.

Crédito Imobiliário para Construção Bradesco

O Bradesco também oferece sua linha de financiamento para reforma e construções. Segundo dados do próprio banco, esse plano conta com juros anual de 10,7% ao ano, parcelas a partir de 200 reais, com pagamento em 25 anos ou mais e valores que chegam a 70% do valor da obra.

Empréstimos com garantias

Essa mobilidade de financiamento consiste quando há um elemento utilizado como elemento de garantia para o credor. Geralmente, o elemento é o próprio imóvel. Por ter uma garantia maior, o volume do financiamento pode variar até 1 milhão de reais, tornando o bastante viável para grandes reformas, podendo ser realizada por diversos bancos.

Mas então, qual devo escolher?

Por fim, você deve analisar as suas condições de pagamento e o que pode oferecer como contrapartida para ganhar barganha perante o credor. Analise as opções junto ao condomínio e busque as que mais se adequam às suas necessidades.

Gostou de saber as principais opção de financiamento para reforma? Que tal ler mais a respeito? Descubra como se planejar para fazer a reforma do prédio e evitar dores de cabeça!

Katia Sano

Arquiteta formada na Universidade Presbiteriana Mackenzie em 1989, é sócia-diretora da DIRETÓRIO DA ARQUITETURA & URBANISMO desde sua fundação, em 1993.

Sem Comentários