Warning: time() expects exactly 0 parameters, 1 given in /home/diretorioblog/public_html/wp-content/plugins/rock-convert/inc/frontend/class-frontend.php on line 167
Arquitetura, Dicas, Gestão, Planejamento, Recursos Humanos, Reformas

A importância da reforma no condomínio: como conscientizar os moradores?

março 29, 2018
Reforma no Condomínio
Tempo de leitura 9 min
Powered by Rock Convert

Depois de um determinado tempo, é normal que seja necessária a realização de uma reforma no condomínio, seja em caso de necessidade e manutenção, seja para a melhoria dos espaços comuns.

Muitas dúvidas costumam surgir quando é tomada a decisão de fazer uma obra ou reforma, principalmente em relação às classificações dos tipos de obras que podem ser feitas e às exigências para que elas sejam aprovadas.

Feita no momento certo e da forma correta, uma reforma no condomínio pode trazer vários benefícios para o lugar e todos os seus moradores. Pensando nisso, neste post, vamos tirar todas as suas dúvidas em relação a esse processo. Continue a leitura!

Quais são os tipos de obras?

O tema não é tão complicado, porém, há vários detalhes a serem conhecidos antes de iniciar a reforma no condomínio. A principal dúvida é a seguinte: a obra é realmente necessária? Será que todos ou a maioria vai concordar em assumir os custos?

Existem, ainda, classificações para os tipos de obras. São elas:

  • obras úteis: facilitam e melhoram o uso das áreas comuns do condomínio;
  • obras necessárias: realizadas para impedir a deterioração do condomínio;
  • obras voluptuárias: de valor mais elevado, com a intenção apenas de tornar o ambiente mais agradável e mais vistoso aos olhos dos moradores.

Faça o download deste post inserindo seu e-mail abaixo

Não se preocupe, não fazemos spam.
Powered by Rock Convert

Como se preparar para a reunião?

Caso haja tempo hábil, convoque os condôminos, mesmo em obras urgentes. Eles devem estar cientes de tudo que acontece no local em que moram. Apresente documentos, orçamentos e argumentos necessários para convencer os moradores a realizar a reforma e, ao mesmo tempo, garantir que terá o quórum exigido por lei.

Existem algumas reformas que não precisam de aprovação em assembleia para serem realizadas. É o caso das obras necessárias e que podem ser feitas por um valor que não seja excessivo, exceto que haja alguma disposição contrária mencionada na convenção de condomínio.

Quais são as principais normas para aprovação da obra?

artigo 1.341 do Código Civil mostra claramente como o condomínio deve proceder quando uma obra for iniciada. Veja alguns dos pontos mais importantes.

Quórum

Se a obra for voluptuária, é necessário que haja pelo menos dois terços dos votos dos condôminos. Se ela for uma obra útil, ela precisa da maioria das votações.

A regra é complementada pelo artigo 1.342, que diz que, para realizar uma obra ou reparo em partes comuns do condomínio a fim de melhorar a sua utilização, é necessário que haja dois terços dos votos dos condôminos.

Os planos são de construção de um outro pavimento ou edifício? Nesse caso, de acordo com o artigo 1.343, exige-se a unanimidade na votação dos condôminos.

Assembleia

Caso as obras necessárias sejam urgentes e as despesas forem excessivas, deverá ser convocada imediatamente uma assembleia para que todos tomem ciência da necessidade.

Por outro lado, não sendo urgentes, as obras que tiverem despesas excessivas somente poderão ser feitas mediante autorização da assembleia, convocada especialmente pelo síndico.

Obras e reparos necessários podem ser realizados, independentemente da autorização do síndico ou impedimento de algum condômino.

Realização

O condômino que realizar as obras que forem necessárias será reembolsado de todas as despesas que tiver com ela. Além disso, nas partes comuns, não são permitidas construções que prejudiquem a sua utilização para qualquer morador que seja.

Um condomínio bem cuidado e preservado é muito mais valorizado pelos condôminos e pelos inquilinos. As benfeitorias são fundamentais para manter os equipamentos e espaços das áreas comuns bem cuidados, funcionando perfeitamente para o uso de todos os moradores.

Como são feitas as obras?

A reforma no condomínio geralmente precisa interromper o trânsito de moradores na região onde elas são realizadas. Por si só isso já é um transtorno, porém, necessário e que faz parte do processo. Os moradores precisam ser envolvidos nessa ideia, já que depende deles para que tudo dê certo.

Além disso, a obra precisa ser feita dentro de um cronograma, sempre com comunicados que mantenham todos bem informados. A seguir, veja algumas etapas que devem ser valorizadas e colocadas em prática sempre que uma obra for realizada no condomínio.

Comunicados antecipados

Todo o processo de uma reforma no condomínio deve ser comunicado adequadamente aos moradores, e isso significa que eles devem saber com antecedência. Naturalmente, uma obra só começa com o aval de todos, entretanto, as datas precisam ser informadas para que eles se preparem e se adaptam, se necessário.

As reformas, de certo modo, impactam a rotina do condomínio e pode atrapalhar os hábitos e costumes de alguns moradores. Por isso, antes mesmo de começar, é fundamental que a data seja informada para todos, com 1 mês de antecedência, no mínimo. A duração e as diferentes etapas também devem ser comunicadas.

Isolamento das áreas

A realização das obras também exigem que áreas específicas sejam isoladas. Isso garante, primeiramente, a execução adequada dos trabalhos, além da segurança de quem transita pelas dependências. É fundamental se certificar de que os responsáveis pela reforma estão cuidando desse isolamento com responsabilidade.

Além da própria restrição, na prática, o condomínio deve deixar claro ao morador o motivo desses isolamentos. Certamente, durante todo o período das obras eles serão necessários, já que fazem parte das boas práticas de reformas nesse tipo de ambiente.

Engajamento dos moradores

Os moradores precisam mais do que entender que há uma obra em andamento, mas também se convencerem de que aquilo é bom para todos. As modificações só são feitas diante da aceitação de quem mora ali, então é importante realizar um trabalho de engajamento. Isso fará tudo se desenvolver melhor.

Certifique-se de que todos os moradores compraram bem a ideia e não vão se opor durante a realização das obras. Para que ela seja conduzida da melhor forma, é importante que todos os condôminos aceitem a ideia, ainda que haja transtornos básicos durante o período.

Quais práticas são indispensáveis para um bom resultado?

Para que a reforma no condomínio seja um sucesso do início ao fim é importante atentar para alguns detalhes e práticas básicas. Do planejamento financeiro à checagem do resultado após o término das obras, tudo influencia na satisfação. A seguir, veja o que deve ser feito para que tudo dê certo.

Rateio de despesas entre os condôminos

As obras terão custos comuns de compra de materiais, mão de obra, documentação, entre outros. Por mais que seja complicado falar de dinheiro, é fundamental que os condôminos estejam dispostos a ratear as despesas igualmente.

Isso pode ser feito por meio de uma taxa extra no valor pago mensalmente. É fundamental justificar esse rateio como forma de não desfalcar o fundo de reserva do condomínio. Assim, em situações emergenciais, não vai faltar dinheiro.

Acompanhamento durante e pós-obra

O acompanhamento da obra é algo que precisa ser feito por zeladores ou pelo próprio síndico. Não com uma visão técnica, mas em relação ao progresso, é fundamental observar como está o andamento do trabalho em relação ao prazo.

A partir disso, o síndico garante que o combinado está sendo devidamente cumprido. Se manter informado sobre o desenvolvimento da reforma também permite dar um retorno aos moradores. Assim eles também sabem sobre o andamento, mesmo que não tenham tempo de observar no dia a dia.

Checar atentamente os detalhes dos contratos

Em uma reforma no condomínio será necessário fechar contratos com empresas que prestarão os serviços. Nesse momento, toda atenção é necessária para todas as cláusulas que esses documentos trarão. Só isso garante um serviço cumprido corretamente e com embasamento legal.

Se o síndico não tem conhecimentos técnicos ou sentir dúvidas, o contrato deve ser analisado por um advogado. Ele pode passar sua visão sobre todos os detalhes dispostos e confirmar se realmente o condomínio está legalmente protegido.

Aprovar a obra em assembleia

Toda reforma realizada no condomínio precisa ser aprovada em assembleia com a convocação de todos os moradores. Essa é uma prática transparente e que garante que todos estejam felizes e satisfeitos com o que foi proposto.

Pode ser um pouco complicado ter jogo de cintura para convencer a totalidade de moradores, mas isso é indispensável. A assembleia se faz necessária para a aprovação de pontos como:

Quais são os benefícios de uma obra?

Uma reforma no condomínio traz muitos benefícios! Para o condomínio elas representam melhorias e para cada morador, a valorização do patrimônio. A seguir, confira algumas das principais vantagens e ganhos de se fazer essas obras!

Manutenção de pontos necessários

Muitas obras são motivadas pela necessidade de realizar a manutenção em alguns pontos. Sempre será mais vantajoso realizar procedimentos preventivos em vez de reparos emergenciais. Os motivos são simples: custo menor e menos riscos de problemas grandes. Como diz o velho ditado: “é melhor prevenir do que remediar”!

Valorização dos imóveis

Reformas também são muito importantes para garantir que o prédio esteja mais bonito, com a estrutura mais nova e sempre conservado. Isso significa maior interesse de possíveis novos moradores. Para os condôminos, a valorização dos seus imóveis é uma grande vantagem — todos saem ganhando.

Modernização da infraestrutura

A infraestrutura de um condomínio precisa sempre passar por modernizações, especialmente se eles são mais antigos. Isso garante a conservação do patrimônio por mais tempo, evitando problemas futuros. Além disso, quem não quer morar em um condomínio bonito e renovado? Para os moradores, faz toda diferença.

Melhoria da segurança

A reforma no condomínio também pode ser para fins de implementação de tecnologias e recursos de segurança. Nos tempos atuais, nunca é demais fortalecer a integridade dos moradores e oferecer maior proteção. Portões automáticos, câmeras, portarias remotas e outros recursos são indispensáveis.

Deu pra ver que é muito importante que você analise quando se faz necessária uma reforma no condomínio, certo? Conscientizar os moradores é uma forma de conseguir fazer essas mudanças sem maior problema, com a aceitação de todos.

Já está pronto para começar a reforma no seu condomínio? Você precisa contar com profissionais experientes e que sabem o que estão fazendo. A Diretório é um dos mais renomados escritórios de arquitetura e urbanismo do país. Entre em contato para saber mais sobre nossos serviços!

Você também pode gostar

Sem comentários

Deixe um comentário