Arquitetura, Dicas, Gestão, Planejamento, Recursos Humanos, Reformas, Síndicos

Arquitetura bioclimática: o que é, como funciona e mais

agosto 15, 2019
arquitetura bioclimática
Tempo de leitura 6 min
Powered by Rock Convert

Novos tempos geraram novas demandas em todos os setores. Na arquitetura não é diferente: a necessidade de proteger o meio ambiente em várias esferas sociais criou uma demanda sustentável em praticamente todas as áreas.

Faça o download deste post inserindo seu e-mail abaixo

Não se preocupe, não fazemos spam.
Powered by Rock Convert

Novas tecnologias, modos de fazer, materiais e sistemas construtivos foram sendo criados com o objetivo de promover um uso mais harmônico dos recursos naturais. Dessa forma, surgiu a arquitetura sustentável.

Uma das principais tendências existentes nos dias de hoje é a da arquitetura bioclimática. Já ouviu falar? Caso ainda não conheça, continue lendo este conteúdo e saiba mais sobre o tema.

O conceito de arquitetura bioclimática

A arquitetura bioclimática propõe projetos que promovam a harmonia dos ambientes, tanto externos quanto internos, para aproveitar melhor as condições climáticas. O objetivo é utilizar o máximo de recursos naturais possível, provenientes do clima, para minimizar gastos.

Pode-se utilizar a energia solar como forma de obter um aumento da eficiência energética da construção, por exemplo. Assim, são enfatizadas as características naturais do local, aproveitando ao máximo aquilo que possa ajudar na adaptação dos moradores e minimizando os desperdícios de recursos.

A arquitetura bioclimática se ampara em quatro pilares fundamentais:

  • projeção de espaços que realmente promovam saúde e qualidade de vida a seus moradores;
  • uso inteligente da natureza e de seus recursos, de forma a minimizar o gasto de energias não-renováveis ou que gerem poluentes;
  • diminuição do desperdício e geração de lixo, minimizando o impacto da geração de resíduos para o meio ambiente;
  • adoção de tecnologias que possam auxiliar nos itens anteriores, melhorando o custo-benefício do uso das soluções desse modelo arquitetônico.

O funcionamento de um imóvel com esse formato de arquitetura

Uma dúvida comum pode ser entender como funcionam as funções do imóvel otimizado para a arquitetura bioclimática. Em primeiro lugar, os recursos que descreveremos a seguir são utilizados de acordo com as características do local.

É possível, por exemplo, explorar melhor a energia solar em regiões onde a incidência do sol for mais elevada. Locais mais frios e montanhosos exigirão soluções que auxiliem no aquecimento sem o uso de fontes de energia não renováveis ou poluentes.

Assim, é de fundamental importância que as características internas da construção estejam devidamente alinhadas com os elementos externos da região. Para você entender como funciona o imóvel nessas situações, vamos trazer alguns exemplos dessa harmonização entre a construção e o clima.

Circulação de ventos e posição do sol

A circulação dos ventos pode ser utilizada para o resfriamento dos ambientes, de forma que seja possível substituir o ar interno (mais quente) pelo de fora, de acordo com a movimentação das massas de ar.

Outra forma de adoção da arquitetura bioclimática em seu imóvel é a análise do posicionamento do sol durante o dia. O arquiteto deve considerar os horários de nascer e pôr-do-sol, além das inclinações e direções para gerar a disposição de cada cômodo segundo essa relação.

Também devemos considerar a necessidade de aplicação de materiais de isolamento térmico que sejam capazes de gerar um clima fresco no verão e aconchegante no inverno em regiões montanhosas ou frias. Assim, dispensa-se o uso de aquecedores ou outras soluções que não sejam de fato sustentáveis.

Vidraçaria

Até mesmo o tipo de vidraçaria utilizado pode ser um componente importante na arquitetura bioclimática. Vidros mais transparentes permitem uma maior entrada de radiação solar na residência, sendo boas saídas para residências em locais frios. Os vidros duplos são outras opções que podem ser utilizados para a retenção de calor.

Mas o oposto também ocorre: usar os vidros mais escuros para evitar que a temperatura interna aumente, em conjunto com outras técnicas, pode ser fundamental para criar um ambiente mais confortável no verão.

A arquitetura bioclimática pode ser útil inclusive para a redução no consumo de energia elétrica. Isso porque é usada principalmente a iluminação natural, ao passo que o gasto energético diminui e, consequentemente, a necessidade do uso de lâmpadas é minimizada.

Além disso, em regiões com maior incidência de raios solares, é possível utilizar a energia solar como aliada nos projetos. Isso vale tanto para a geração de energia quanto para o aquecimento da casa e da água.

Os benefícios de optar pelo modelo

Mas por que optar por uma arquitetura bioclimática para sua residência? Essa modalidade traz uma série de benefícios, como veremos a seguir. Acompanhe.

Sustentabilidade

O primeiro ponto é que sua residência estará em consonância com um modelo sustentável. Portanto, você vai minimizar o uso de recursos naturais, fazendo sua parte para que as próximas gerações possam contar com elementos fundamentais à subsistência.

Iluminação natural

Uma arquitetura focada na harmonização entre construção e elementos naturais é capaz de promover uma maior iluminação natural. Além de confortável e mais bonita esteticamente falando, essa alternativa é capaz de diminuir seus gastos com energia elétrica.

Isolamento térmico

Muitas pessoas não têm condições de arcar com aquecedores (ou evitam o uso desses equipamentos por acreditarem que vão prejudicar o meio ambiente). Porém, em regiões mais frias, é necessário contar com algum mecanismo de aquecimento para evitar desconfortos e até problemas de saúde para os moradores.

Por meio da arquitetura bioclimática, é possível gerar um isolamento térmico eficiente, que minimize a necessidade de aquecimento artificial.

Aquecimento natural

A arquitetura bioclimática pode auxiliar você a ter sempre água aquecida em casa de forma natural. Basta optar por um sistema solar que seja capaz de promover a retenção de calor necessária para tanto.

Economia na conta de luz

Quando bem utilizada, a arquitetura bioclimática é responsável pela geração autossustentável de energia da sua casa. Contar com um sistema fotovoltaico pode ser bem interessante para quase zerar sua conta de luz.

A arquitetura bioclimática é uma forte tendência na área de arquitetura, o que pode ser um grande diferencial para sua residência. Isso não só pelos benefícios que falamos acima, mas porque tudo o que citamos auxilia também na valorização do imóvel, já que se trata de importantes diferenciais.

Como falamos, a energia solar é uma aliada importante para a arquitetura bioclimática e até para seu próprio bolso. Saiba mais sobre como funciona essa geração de energia em um condomínio!

Você também pode gostar

Sem comentários

Deixe um comentário