Arquitetura, Dicas, Gestão, Planejamento, Recursos Humanos, Reformas, Síndicos

Não perca 6 dicas de como economizar água no condomínio

fevereiro 7, 2019
como economizar água no condomínio
Tempo de leitura 4 min
Powered by Rock Convert

O alto consumo e os enormes desperdícios de água têm se tornado uma preocupação cada vez maior para as administrações de empreendimentos residenciais — tanto novos, quanto antigos. Mas ao contrário do muitos pensam, as maneiras de como economizar água no condomínio podem ser muito simples!

Sendo os condomínios responsáveis por grande parte do consumo indiscriminado de água, as transformações precisam começar logo. A maioria delas requer um uso mais disciplinado ou mudanças de comportamento, sempre bem-vindas.

Acompanhe nosso post e confira 6 dicas para aprender como economizar água no seu condomínio!

1. Conscientize os moradores

A primeira medida a ser adotada é a mais importante de todo o processo. Afinal, mostrar o consumo irresponsável de água como um problema ambiental que pode se tornar crônico a qualquer momento é o ponto de partida ideal para motivar uma nova mentalidade.

Isso pode ser feito por meio de palestras detalhadas sobre o assunto ou até em reuniões. Uma boa ideia é mostrar os índices de consumo do condomínio (nas unidades e na área comum), e o quanto as economias trariam vantagens para todos.

2. Procure consertar vazamentos

Mesmo os vazamentos mais discretos podem ser catastróficos! Uma única torneira vazando em gotejamento lento pode desperdiçar cerca de 10 litros de água por dia, segundo tabela de cálculo da Companhia de Saneamento Básico do Estado de São Paulo (SABESP).

Portanto, mobilize moradores e funcionários para verificar possíveis vazamentos em torneiras, chuveiros e registros. Muitos encanadores ou empresas especializadas em serviços hidrossanitários oferecem bons descontos quando a quantidade de atendimentos é grande.

É importante estabelecer uma periodicidade para as vistorias. Além da necessidade constante de observação, é indicado agendar avaliações anuais ou semestrais no condomínio inteiro, para evitar negligências.

3. Invista em dispositivos economizadores

O mercado, atualmente, conta com uma ampla gama de torneiras, chuveiros, descargas e outros dispositivos com elementos redutores de vazão, que servem para diminuir consideravelmente a quantidade de água liberada para uso, a cada acionamento. Tais sistemas podem ser instalados nas áreas comuns e, posteriormente, nas residências.

Esses recursos vão desde os mais simples (como telas metálicas, temporizadores e aeradores) até os mais sofisticados, que incluem válvulas redutoras de pressão, sensores infravermelhos, entre outros. Tudo depende do quanto é possível investir.

4. Estabeleça horários para regas

Para evitar que água seja desperdiçada na hora de cuidar dos jardins do condomínio, é aconselhável que sejam estabelecidos horários inteligentes para essa atividade.

Assim, nada de regar as plantas entre 10 e 16 horas: durante esse período, a intensidade dos raios solares é muito maior e faz com que a água evapore rapidamente. O melhor horário é ao anoitecer, pois a evaporação se torna muito mais lenta e a água é mais bem absorvida pela vegetação.

5. Aproveite a água da chuva

Uma excelente estratégia para diminuir o consumo de água a partir da rede de distribuição da região é instalando no condomínio um sistema de captação de água da chuva.

Com os equipamentos mais simplificados, que apenas coletam e armazenam, é possível utilizar a água para regar plantas e fazer limpeza de áreas comuns. Caso o sistema faça tratamento da água, é possível incluí-la na distribuição geral e estender a economia para cada residência.

Para saber qual a melhor opção para o seu condomínio, consulte uma empresa especializada.

6. Instale medidores individuais

Como economizar água no condomínio interessa tanto à administração quanto aos moradores, outra medida eficiente é a de instalar hidrômetros individuais para todas as casas ou apartamentos.

Dessa forma, cada família vai pagar apenas pela quantidade que consome, conseguindo um maior controle sobre seus gastos e sobre o que pode fazer para economizar. O mais importante é que o valor fique justo para todos, certo?

Aprender como economizar água no condomínio, sem dúvidas, traz vários benefícios importantes, especialmente à percepção e à mudança de comportamentos tóxicos para o meio ambiente.

Além da sustentabilidade, promove-se também uma contenção de consumo que evita o racionamento em períodos menos chuvosos e proporciona um alívio no bolso no final do mês.

Gostou de conhecer nossas 6 estratégias de como economizar água no condomínio? Para deixar seus amigos tão bem informados quanto você, compartilhe nosso conteúdo em suas redes sociais!

Você também pode gostar

Sem comentários

Deixe um comentário