Arquitetura, Dicas, Gestão, Planejamento, Recursos Humanos, Reformas, Síndicos

O que você precisa saber para se tornar um síndico profissional?

março 14, 2019
síndico profissional
Tempo de leitura 3 min
Powered by Rock Convert

Muitos pensam que o síndico é morador do empreendimento disposto a cuidar dos assuntos burocráticos e que, nem sempre, recebe um salário por isso, mas não é bem assim. O síndico profissional é fundamental para a organização e andamento do empreendimento, além de ser o elo de relacionamento entre os trabalhadores e moradores do condomínio, promovendo a ordem e bem-estar de todos.

O síndico é a figura-chave para a resolução de conflitos que não podem ser solucionados apenas pelo comum acordo entre os moradores de um condomínio e, por isso, requer habilidades específicas para desempenhar tal função.

Quem é o síndico profissional?

Síndico profissional, como o nome já diz, é um profissional contratado para exercer a função de síndico do empreendimento. Diferentemente da figura de síndico morador, esse profissional tem vínculo empregatício e não é morador, nem proprietário de nenhuma das unidades do condomínio.

Apesar de a profissão ainda não ser regulamentada, a prática entrou em vigor a partir de 2002, com o novo Código Civil, por meio do Art. 1374 (Lei Federal 10.406/02). Para exercer a função, ele deve ser escolhido por assembleia e pode atuar no cargo por um período de 2 anos, sendo renováveis.

O que é necessário para exercer essa função?

O primeiro passo para se tornar um síndico profissional é gostar das atividades de gestão e ter um perfil compatível com a função.

Síndicos profissionais são pessoas que estão sempre em busca de melhorias para o empreendimento, bem-estar dos condôminos, além de ter bom relacionamento interpessoal com moradores e funcionários.

Separamos, para você, algumas características necessárias para se tornar um síndico profissional:

  • habilidade em gestão de pessoas;
  • gestão de conflitos;
  • ser organizado;
  • conhecimentos em gestão;
  • conhecimentos em administração, contabilidade e finanças;
  • ser uma pessoa com autonomia para trabalhar de maneira independente.

Quais tarefas um síndico profissional desempenha?

As tarefas de um síndico profissional envolvem várias áreas da gestão, tornado-se uma profissão que exige múltiplos conhecimentos. Ser organizado, ter espírito de liderança, gostar de solucionar conflitos, relacionamento com pessoas e, fundamentalmente, conhecer o condomínio, fazem do síndico um excelente gestor do empreendimento.

Para esclarecer um pouco mais as tarefas que um síndico profissional deve executar, listamos algumas delas.

  • comunicação com os moradores e gestão de conflitos;
  • administrar o condomínio;
  • cuidar da preservação de áreas comuns;
  • cuidar das finanças, como folha de pagamento dos funcionários, terceiros e também do caixa, para evitar a inadimplência;
  • gerenciar fundos de reserva e de obras;
  • organizar e presidir as reuniões de condomínio;
  • cronograma de manutenções;
  • elaborar o planejamento de atividades do edifício.

O que é preciso para se tornar um síndico profissional?

Apesar do título de síndico profissional, ainda não existe certificação para a profissão, mas existem cursos de capacitação que preparam esse profissional para a demanda do mercado.

O importante para executar com excelência a profissão é gostar do que se faz e ter algumas das habilidades que apontamos no tópico anterior.

Para ser síndico profissional, não é necessário se dedicar exclusivamente a essa atividade, já que essa profissão tem horários flexíveis e pode ser conciliada com outras carreiras, que também tenham a mesma jornada.

Se tem interesse na profissão e deseja conhecer mais sobre o assunto, assine nossa newsletter para receber dicas de como ser um síndico profissional de sucesso.

Você também pode gostar

Sem comentários

Deixe um comentário